Google tradutor

Ricardo Eletro

Polícia da Bahia confirma três concursos em 2012



Quem pretende seguir carreira de policial na Bahia já deve iniciar os estudos. A orientação é do secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, que voltou a confirmar ontem, durante uma visita ao jornal CORREIO, novos concursos públicos para as polícias militar, civil e técnica.

“Três editais estão sendo elaborados para serem lançados no primeiro semestre de 2012, um para cada instituição. Mas o número de vagas ainda não está definido. Vamos precisar fechar com a Secretaria da Administração e da Fazenda um percentual e um quantitativo de vagas”.

Segundo ele, a previsão é contratar, de forma escalonada, 5 mil policiais militares e mais mil civis e técnicos até a Copa do Mundo, em 2014. Além de contratar novos servidores, o secretário prometeu um 2012 cheio de boas expectativas para os policiais. “No ano que vem, as secretarias vão sentar com a Secretaria da Administração para fixar os percentuais de aumento dos próximos anos. Vou levar não só o reajuste salarial, mas também a questão da GAP e a titulação e substituição dos delegados de polícia”, declarou, acrescentando: “Não tenho poder para decidir sobre questão salarial e financeira. Isso vai além da minha condição de secretário. Mas nós vamos lutar”.

Sobre o Prêmio de Desempenho Policial (PDP), aprovado pela Assembleia na semana passada, o secretário informou que as metas serão fixadas no próximo mês: “Vamos estabelecer uma meta exequível. Queremos que o servidor tenha a sensação de receber o prêmio por menor que seja a redução da criminalidade. Com certeza, acredito que seja algo menor que 10% do número dos Crimes Violentos Letais Intencionais”. Já sobre o pagamento da Bolsa Copa, inicialmente previsto para começar a ser depositado em julho de 2010, a resposta não foi animadora.

De acordo com o secretário, o governo depende da aprovação do Ministério da Justiça para fazer esse pagamento. “A forma como isso vai ser pago não nos chegou até agora. Este ano, para o governo federal, foi parado. Nós fizemos todos os nossos programas e operações com dinheiro interno”. Para ele, as expectativas sobre o pagamento desse benefício, que pode chegar a R$ 1 mil, não são as melhores: “O tempo da Copa já passou. Estamos a menos de dois anos para a Copa e ainda discutindo projeto?”, questionou.
 
 http://bizudepraca.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail