Google tradutor

Ricardo Eletro

Após ser agredida, mulher tenta matar o marido com água fervente

Ed Santos/Acorda Cidade
Os vizinhos ouviram os pedidos de socorro da vítima, que ficou trancada no apartamento, e chamaram a polícia.


Uma mulher foi conduzida a delegacia por volta das 13h30 desta terça-feira (15), acusada de ter queimado com água fervente o marido, Antônio Mário do Vale Conceição, 46 anos.
 
Rita Santos de Jesus, 37, moradora do residencial Rio Santo Antônio, no bairro Mangabeira, disse ao Acorda Cidade que era agredida com frequência pela vítima e alegou legítima defesa.
 
“Não foi nada premeditado. O que eu fiz foi para me defender. Ele me ameaçou, quebrou várias coisas dentro de casa e me deu uma pancada. Como eu estava com água quente no fogão eu disse: Agora é minha vez. Joguei a água e fui para meu trabalho”, relatou.
 
Os vizinhos ouviram os pedidos de socorro da vítima, que ficou trancada no apartamento, e chamaram a polícia. Quando a guarnição chegou ao local, Rita estava chegando do trabalho com uma faca na mão, mas negou que a usaria para matá-lo.
 
“Eu cheguei em casa e vi tudo revirado. Eu tava com uma faca para passar patê no pão”.  Rita trabalha numa fábrica de licor e confessou que estava sob efeito de álcool
 
Com queimaduras de terceiro grau, principalmente na região do tórax e abdômen, Antônio foi levado em estado grave para o Hospital Geral Clériston Andrade. Ele  teve 60% do corpo queimado e deverá ser transferido para Salvador. A acusada vai responder processo em liberdade .
 
Segundo o filho da vítima, Thiago Spínola, o casal briga com frequência. (Informações do repórter Ed Santos do programa Acorda Cidade).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail