Google tradutor

Ricardo Eletro

PM testa sistema de controle eletrônico de rondas

Franco Adailton


Maior controle de ações policiais, garantia de rondas nas localidades preestabelecidas e registro automatizado de ocorrências criminosas são alguns dos benefícios que moradores dos municípios de Itaparica e Vera Cruz (Grande Salvador), na Ilha de Itaparica, e de Salinas da Margarida (a 229 km da capital)  passaram a contar desde segunda-feira. Trata-se de um sistema de vigilância eletrônica adotado pela 5ª Companhia Independente de Polícia Militar.
Financiado por cidades integrantes do Consórcio Intermunicipal do Recôncavo Baiano (Cirb), ao custo aproximado de R$ 18 mil, o sistema doado à 5ª CIPM (Vera Cruz) inclui kit com cinco bastões eletrônicos de ronda, cerca de 200 chips (nos pontos de checagem), o software SdeQual (Sistema de Qualidade), responsável pela sintetização dos dados coletadas nos pontos de monitoramento, mais a interface DLS (download station), para transferência dos dados ao computador.
Chips - De acordo com o comandante da unidade policial, major PM Reginaldo Moraes, estão sendo instalados 30 chips no entorno de Itaparica, Vera Cruz, Cacha Pregos e Salinas, para monitorar a passagem obrigatória das viaturas nos horários estabelecidos.
Um dos idealizadores da ferramenta, o coronel da reserva do Exército Paul Cruz, explica que, ao sair, a guarnição de ronda utiliza o bastão para marcar o ponto, ficando registrados data, local e início das atividades.
Além disso, continua o coronel, a guarnição carrega uma caderneta eletrônica para computar delitos cometidos em cada região, seguindo os artigos contidos no Código Penal Brasileiro. “E anota a providência adotada diante da situação”, explica Cruz.
O major Moraes está otimista com a chegada da nova tecnologia. “Para mim, só há vantagens na aquisição do sistema, pois poderemos controlar se a ronda realmente foi realizada”, prevê.Seguranca em foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail