Google tradutor

Ricardo Eletro

POLICIAL MILITAR DA RESERVA E FISCAL DA ADAB PRESOS APÓS EXTORÇÃO A COMERCIANTE EM FILADÉLFIA




Há mais ou menos uns três a quatro meses atrás, em um restaurante na cidade de Filadélfia, o veterinário Henrique teria sentado a uma mesa na companhia de dois rapazes, e lá estariam também dois policiais, quando o veterinário fiscal da ADAB teria feito o seguinte comentário, “que não poderia acabar a carne clandestina se não iria acabar a arrecadação deles e prejudicar o bolso”, ali os policiais visualizaram o que estaria acontecendo, a partir de então denuncias foram encaminhadas a polícia, através da população dizendo que estaria sendo extorquida por eles.
De acordo com o Coordenador da 19ª coorpin, delegado Felipe Neri, hoje foi procurado por vítimas na delegacia de Filadélfia informando que eles teriam dado um prazo de vinte minutos para que o pessoal arranjasse uma quantia de R$ 500,00, onde as vítimas disseram que o Dr. Henrique teria um mandado de busca e prisão contra eles comerciante e caso não fosse dado o dinheiro o pai do rapaz seria preso e que o dinheiro seria para Dr. Henrique e para a outra pessoa que estaria com Dr. Henrique.
Imediatamente Dr. Felipe se dirigiu a Filadélfia e na delegacia daquela cidade Dr, Felipe disse que marcou notas por nota e filmou as marcas nas notas e a numeração das notas, para que não houvesse duvidas posteriores, disse Dr. Felipe “entregamos as notas para o rapaz e mandamos que ele fosse para o local acertado com Dr. Henrique para a entrega do dinheiro”.
O local às margens da BR, o delegado Felipe ficou monitorando de longe em uma viatura descaracterizada, e disse que o rapaz entregou o dinheiro e saiu, “quando eles iam saindo até com o carro da ADAB até padronizado nós abordamos e fizemos busca pessoal no Dr. Henrique e no Sargento Raimundo que estava com ele e encontramos as notas marcadas que o rapaz entregou escondidas na meia do sargento”, disse Dr. Felipe.
Informações que eles negaram que não sabiam o que estava acontecendo, que sabiam de nada, que não tinham recebido dinheiro de ninguém, e que achavam que não seria feito busca pessoal, “quando pedimos para eles tiraremos sapatos estava dentro da meia do sargento os R$ 500,00, que a vítima tinha entregado” ponderou Dr. Felipe.
Outros comerciantes serão ouvidos para saber se também foram vítimas de pagamentos indevidos, há informações de um senhor que já comentava nas ruas que estaria indo a falência, pois não aguentava mais de tanto ter que pagar.
De acordo com Dr. Felipe Neri, o sargento será encaminhado para a Polícia Militar e Dr. Henrique vai para o presídio e ficaram à disposição da justiça criminal.


Foi encontrado ainda com eles:
• Uma pistola ponto 40
• Uma máquina fotográfica
• 33 cartuchos de ponto 40 intactos
• 03 pentes de pistola
• R$ 1.050,00 em espécie

APRESENTADOS:

- HENRIQUE ANTONIO DE FREITAS, Fiscal Estadual Agropecuário.
- RAIMUNDO JOSÉ DA SILVA, 50 anos, Sargento Reserva da PM.

Que foram autuados por CONCURSSÃO Art. 316.

Concussão , de acordo com o descrito no Código Penal, é o ato de exigir para si ou para outrem, dinheiro ou vantagem em razão da função, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida.

A pena é de reclusão, e vai de dois a oito anos. Há ainda a pena de multa, que é cumulativa com a de reclusão.
Com informações de Dr. Felipe Neri

Maravilha Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail