Google tradutor

Ricardo Eletro

Preso com arma de guerra chora pra não ir preso

Um jovem foi preso no fim da manhã desta segunda-feira (14), em Eunápolis, com uma pistola Browning 9mm. A arma do início do século 20, de fabricação americana, e muito procurada por colecionadores, estava sem munições. Apesar de muito gasta, ela poderia ser usada normalmente.
 
Breno Reis da Silva, 19 anos, foi flagrado em uma barbearia na Rua Cristóvão Colombo, no bairro Pequi. Policiais militares do PEOT se deslocaram ao local após denúncia de que uma pessoa estava cortando o cabelo com uma arma na cintura.
 
'Chegamos ao local e, ao darmos voz de prisão, ele tentou dispensar a arma e entrou na casa do dono da barbearia, que fica em anexo', afirmou o soldado Marcelo.
 
Na chegada à delegacia, Breno chorava muito, pedindo piedade. Afirmava que muitos detentos não gostavam dele e que por isso poderia ser morto.

Um policial militar tentou tranquilizá-lo, dizendo que no xadrez ele estaria protegido. Mas Breno não queria mesmo entrar. Afirmava que se não fosse morto, apanharia muito, até ficar louco.


Breno já tinha passagens e escapou de ser morto duas vezes. Em março de 2010 ele foi atingido com um tiro no nariz e em maio de 2011 baleado no braço. Morador da Rua Antonio Dias, no bairro Pequi, Breno foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.


Brouwnig
- Uma arma semelhante, uma Brouwnig 7.65mm, foi usada para matar o arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro, em junho de 1914, em Saravejo, na Bósnia. O assassinato desencadeou a I Guerra Mundial (1914-1918).

Radar 64. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail