Google tradutor

Ricardo Eletro

Jacobina: APLB vai aderir Paralisação Nacional dias 14, 15 e 16 de março



 
CARTA ABERTA À POPULAÇÃO JACOBINENSE
Os professores e demais trabalhadores em educação da Rede Municipal de Ensino de Jacobina comunicam aos alunos, pais de alunos e à população em geral que, reunidos em assembleia no dia 10/03/2012, na sede da APLB-Sindicato, decidiram aderir a PARALISAÇÃO NACIONAL 14,15 e 16 março/12.
Esclarecemos que os motivos desse movimento são:
1. Aumentar os recursos destinados à educação em nosso país, com isso possibilitando a melhoria: da merenda escolar, do material didático, do transporte escolar, da infraestrutura das creches e escolas etc. Fortalecendo assim a educação em nosso país;
2. Aplicação do Piso Salarial Nacional dos Profissionais do Magistério;
3. Aprovar o Plano de Carreira dos Profissionais de Educação.
No ano passado, em mesa de negociação com a Senhora Prefeita, foi formada uma comissão com representantes da APLB-Sindicato e da gestora, que de forma democrática deu andamento à discussão para construção do Plano de Carreira dos Profissionais de Educação que visa à maior participação dos servidores em educação, na democratização do ensino público municipal, evitando privilégios e perseguições dentro do serviço público. Após conclusão das discussões, a categoria educacional reinvidica a aprovação do Plano de Carreira, em caráter de urgência, pois os prazos para aprovação finalizam em 10 de abril, devido à lei eleitoral.
A Direção da APLB encaminhou um ofício a Senhora Prefeita no dia 8 de fevereiro do corrente ano, solicitando uma audiência e até a presente data sua Excelência não deu nenhum retorno.
No dia 06 do correte mês, dia de atendimento ao público da Senhora Prefeita, os professores e demais trabalhadores em educação, paralisaram suas atividades e em passeata foram a prefeitura para demonstrar suas insatisfações e buscar uma audiência com a Senhora Prefeita. Inicialmente a Senhora Prefeita concordou em receber a categoria, no entanto, após três horas de espera a Senhora Prefeita saiu do seu gabinete e se direcionou aos professores de forma desrespeitosa, declarando que só receberia o sindicato com prévio agendamento e que os professores não deveriam ter abandonado a sala de aula, já que recebem é para trabalhar, sua gestão não age sobre pressão e por fim perguntou ao seu assessor se já tinha fotografado todos os presentes para possivelmente utilizar as imagens como forma de opressão. A APLB-Sindicato REPUDIA a fala da Senhora Prefeita e torna público o desrespeito com a categoria.
Pedimos à comunidade que compreenda e apóie o movimento, e fique atenta às emissoras de rádio, pois já houve decisão em assembleia no dia 10 de março, que caso a Prefeita não envie a Câmara o Plano de Carreira, haverá greve por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira, 19 de março.

Atenciosamente,
APLB-SINDICATO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail