Google tradutor

Ricardo Eletro

Carro perde controle e invade segundo andar de casa em SP

Defesa Civil interdita casa atingida por carro no 2º andar em SP 

Motorista ficou ferido, mas já teve alta; ninguém na casa foi atingido.
Segundo a polícia, condutor não tem habilitação.


Casa destruída (Foto: Juliana Cardilli/G1) 
A diarista Luciene, o filho, duas irmãs e quatro sobrinhos estavam na casa no momento do acidente (Foto: Juliana Cardilli/G1)
A Defesa Civil Municipal de São Paulo determinou nesta segunda-feira (16) a interdição parcial da casa atingida no segundo andar por um carro neste domingo (15) na região do Itaim Paulista, na Zona Leste.
O veículo ficou preso na parede e destruiu um banheiro e parte de um quarto da casa. Oito pessoas estavam no imóvel no momento do acidente, entre elas cinco crianças. Nenhuma delas ficou ferida – o motorista do carro foi resgatado pelos bombeiros e levado ao hospital, mas teve alta ainda no domingo.
De acordo com o órgão, apenas o segundo andar da casa ficará interditado para uso, com acesso permitido para a realização de obras. O piso térreo da casa está liberado para a família. Será necessário fazer o escoramento da laje e a recuperação de uma coluna, além dos reparos na parede, quarto e banheiro. Com medo de que a estrutura do imóvel pudesse ter sido afetada, a diarista Luciene Jesus de Almeida passou a última noite na casa de uma vizinha, acompanhada do marido e do filho de 10 anos.

Luciene, o filho, duas irmãs e quatro sobrinhos estavam na casa no momento do acidente. A parede que foi atingida fica às margens de um córrego. O carro que atingiu o imóvel – dirigido por Daniel de Oliveira, de 25 anos - seguia pela Rua Padre Francisco Veloso. Ao cruzar a Rua Estudantes da China passou por um monte de terra e se projetou contra os fundos da casa de Luciene, na Rua Magdiel Alves de Morais. Segundo o boletim de ocorrência registrado no 50º Distrito Policial, no Itaim Paulista, o motorista não tem carteira de habilitação.
“De repente veio aquele barulho, foi um 'pipoco' tão forte. Parecia que tinha desabado tudo, como se fosse uma bomba. Saí correndo para o outro quarto, vi aquele monte de pó, e peguei minha irmã e meu sobrinho. Meu sobrinho estava todo coberto de pó, minha irmã deitou em cima dele. Graças a Deus está todo mundo bem”, disse Luciene. Ela contou que só soube que o impacto foi causado por um carro depois que vizinhos contaram. “A gente saiu desesperado para a rua, com medo de explodir. Eu não tive coragem de ir lá ver, achei que o rapaz estava morto.”
Além da parede, o impacto destruiu um banheiro e parte de um carro – o armário do filho de Luciene foi danificado. Brinquedos e roupas ficaram sob os escombros. “Mas isso é o de menos, o importante é estar todo mundo bem”, afirmou a diarista.
Casa destruída (Foto: Juliana Cardilli/G1) 
Defesa Civil determinou interdição parcial da casa
(Foto: Juliana Cardilli/G1)
Motorista
O pai de Daniel foi até a casa atingida no fim desta manhã, a pedido dos donos do imóvel, para verificar os estragos causados. Joaquim de Oliveira disse que o filho sofreu ferimentos visíveis no rosto e no braço, e que ainda sentia muitas dores nesta manhã. “Ele está sob efeito de remédios, ainda não contou o que aconteceu”, afirmou. Indagado se o filho não tinha carteira de habilitação, Oliveira respondeu: “Acho que ele não tem mesmo, ele comprou o carro tem pouco tempo.”
Sobre os estragos causados, o pai do motorista afirmou que tentará ajudar a família. “Vamos entrar em um acordo e ver o que a gente pode fazer”, disse ele.
De acordo com o delegado assistente Juarez Marques de Andrade, do 50º DP, Oliveira será intimado a depor e deverá responder pelo menos por dirigir sem habilitação. "Ele levou perigo à vida de outros”, disse Andrade. Ainda segundo o delegado, a perícia deverá constatar se o motorista estava acima do limite de velocidade no trecho.

G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail