Google tradutor

Ricardo Eletro

Jacobina Denúncia: Dia Internacional do Meio Ambiente na Serra do Cruzeiro


Na manhã desta quarta – feira, 05 de junho de 2013, Dia Internacional do Meio Ambiente, nossa equipe se deslocou até o ponto turístico mais importante da cidade de Jacobina, a Serra do Cruzeiro. Local este que, serve como ponto de referência da cidade e que é utilizado tanto por moradores como por turistas que veem aquele local como um ambiente sagrado. Criado ainda na Gestão de Dr. Flávio Mesquita, a Serra do Cruzeiro passou a ser também a principal atração durante a Semana Santa em Jacobina, e anos depois, após uma excelente inciativa do Capitão Florentino Cardoso de Assunção, virou palco também da Caminhada da Luz, evento que atrai milhares de pessoas para subirem os mais de 200 degraus carregando uma vela e ao final receberem a bênção do Padre.


Mas, nossa subida até o morro sagrado foi exatamente devido à comemoração do dia de hoje, o dia do Meio Ambiente, e como será que está sendo tratada esta beleza presenteada por Deus à Jacobina? Veja com seus próprios olhos.



Diário da Chapada

A caminhada da Luz, comandada pela Coordenação de Esportes de Jacobina, aconteceu no dia 30 de março de 2013, e, 68 dias depois, o local ainda encontra-se em total abandono. Garrafas Pets, garrafas de vinho, caixas e mais caixas de fogos de artifícios e incontáveis metros de tecidos misturam suas cores com o verde das plantas que conseguiram sobreviver às longas estiagens e que começam a dar um colorido à nossa Serra do Cruzeiro. Esperamos que depois desta reportagem, a mesma Coordenadoria que se empenhou para fazer esta linda festa, se empenhe também para deixar nosso ponto turístico de forma apresentável para receber nossos turistas. É, mais do que justo, para um monumento que já ajudou muita gente a pagar suas promessas. E como em Jacobina já não se faz mais nenhum outro monumento que encha os olhos dos turistas, então vamos pelo menos preservar os que já foram feitos não é mesmo?

E pra concluir nossa matéria de indignação, a parte de preservação parte do acesso até a cruz, seja ele por escada ou por estrada, pois enquanto estávamos esperando para ser rebocados ainda presenciamos o trabalho de reboque de mais duas motos. E onde fica a Lei da Acessibilidade? Ela não serve para áreas de lazer? Um cidadão com deficiência física ele não pode desfrutar de uma visão maravilhosa que é dada pela Serra do Cruzeiro aos moradores? Uma estrada abandonada e de péssimo acesso, fazendo com que pessoas de terceira idade, gestantes e deficientes fiquem sem conhecer este ponto turístico.

Serra do Cruzeiro, respeite, preserve!
 


Diário da Chapada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail