Google tradutor

Ricardo Eletro

Sem ajuda de médicos, hacker implanta chip no próprio braço



O auto-descrito "biohacker" sofreu uma operação dolorosa para instalar um enorme chip eletrônico em seu braço - sem anestesia ou a ajuda de um médico. Tim Cannon, um desenvolvedor de software, de Pittsburgh (EUA), teve o chip inserido para monitorar o seu corpo.

Chamado de Circadia 1.0, o implante é capaz de guardar dados sobre o corpo de Cannon e transferir essas informações para um celular ou tablet. O aparelho subcutâneo é desenvolvido com base em código aberto. Isso significa que o hacker tem total controle sobre como os dados são coletados ou usados.

O alemão Cannon trabalha na Grindhouse Wetware, uma empresa dedicada a "aumentar a humanidade usando a tecnologia de código aberto". Ele afirma ser a primeira pessoa a ter um dispositivo implantado em seu corpo exclusivamente com o propósito de "melhorar" a si mesmo.

Cannon ficou interessado em modificação eletrônica do corpo por um desejo de imortalidade. Em entrevista ao canal de YouTube MotherboardTV, ele disse: "Eu quero viver milhares de anos. Eu não quero morrer. Eu não entendo por que alguém quer morrer".
O procedimento, que inseriu um chip do tamanho de um baralho de cartas em seu antebraço esquerdo, foi realizada pelo artista e tatuador Steve Haworth sem anestesia. Haworth teve que realizar o procedimento porque para um cirurgião médico licenciado não seria permitido implantar o dispositivo, pois não é aprovado pelo governo. Ele usou gelo para aliviar a dor.

Cannon disse que o procedimento envolveu "muita dor e muito grunhir" e seu corpo colocou se em "modo de trauma". Ele disse: "Parece que meu corpo, basicamente, foi esfaqueado várias vezes".
Diário Insano

Veja o vídeo abaixo, mas já vou avisando, é muito horrível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail