Google tradutor

Ricardo Eletro

O mistério dos irmãos turcos que só conseguem andar de quatro




Andar de quatro pode ser divertido para alguns, mas para os membros de uma família turca, é a única maneira de se mover. Cinco irmãos da família Ulas, da província de Hatay, sofrem de uma deficiência rara - eles não têm o equilíbrio e estabilidade necessários para ficar em pé, forçando-os a andar de quatro. A família foi descoberta em 2005, e pensava-se serem um exemplo de "evolução reversa", ou seja, eles eram uma forma humana mais primitiva, por não ter equilíbrio suficiente para ficar de pé e consequentemente terem que andar de quatro.

Recentemente, cientistas norte-americanos concluíram que a maneira incomum de movimento é uma adaptação a uma doença rara causada por equilíbrio e estabilidade fracos.

Os irmãos são muitas vezes ridicularizado por sua doença, e a família tenta o seu melhor para protegê-los. As irmãs permanecem dentro de casa a maior parte do tempo, gastando seu tempo fazendo crochê. Um dos irmãos, por outro lado, é mais aventureiro - ele viaja para a aldeia local e interage com outras pessoas.


Um relatório publicado na revista científica PLOS One sugeriu que os irmãos se movem lateralmente, ao contrário de primatas que andam em uma sequência diagonal, colocando repetidamente a mão de um lado e um pé no outro. A caminhada dos irmãos, por outro lado, é lateral e envolve colocar peso sobre os pulsos, em vez dos dedos. Este é um sinal claro de adaptação para lidar com uma perda de equilíbrio.

Assim, os cientistas agora acreditam que a marcha poderia ser um subproduto de uma condição hereditária que causa a hipoplasia cerebelar, o que perturba o seu sentido de equilíbrio. Os irmãos podem ter desenvolvido quadrupedia, a fim de adaptar-se à condição rara conhecida como síndrome Uner Tan, em homenagem ao biólogo evolucionista turco que foi o primeiro a estudá-los.

"Eu estava determinada a definir o caso, porque essas afirmações errôneas sobre a natureza e a causa da quadrupedia foram publicadas inúmeras vezes, sem qualquer análise real da biomecânica do seu porte, e por pesquisadores que não são especialistas em locomoção primata", disse a pesquisadora Liza Shapiro, da Universidade de Texas. Diário Insano;
 


Anteriormente, o biólogo Uner Tan tinha sugerido que as pessoas afetadas por essa síndrome andam com uma locomoção quadrúpede, e também são afetados pelo discurso primitivo e retardo mental grave. Durante seu primeiro estudo, quando ele perguntou aos irmãos que ano era, cada um deles tinha cinco respostas diferentes:. "80", "90", "animais", "julho", e "casa". Isso, de acordo com Tan, indicava a evolução reversa.

"A ideia de evolução reversa foi apenas um flash", revelou Tan. "De repente, percebi que eles estavam exibindo o estilo de andar de nossos ancestrais macacos. Eu fui o cientista que primeiro sugeriu a existência de evolução reversa de seres humanos".

Bem, parece que enquanto os cientistas estão ocupados em encontrar teorias para explicar a condição rara, não há cura real à vista. Os irmãos Ulas provavelmente terão de trilhar este caminho para o resto de suas vidas.

[Oddity Central]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail