Google tradutor

Ricardo Eletro

Fuzileiros descobrem armas e drogas em mata fechada durante treinamento

Polícia afirma ser a maior apreensão do ano na Região dos Lagos do Rio.
Em 15 tonéis tinham 7.800 balas, 45 armas e mais de 100Kg de drogas.

 Fuzileiros da Marinha do Brasil encontraram armamento pesado e uma grande quantidade de drogas durante um treinamento em mata fechada na terça-feira (26) em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. A informação foi divulgada durante uma entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta (27) na 126ª DP (Cabo Frio). Entre o material há 7.800 balas, 45 armas de diferentes calibres e mais de 100 Kg de drogas. G1

Drogas e armas foram encontradas por fuzileiros da Marinha em Cabo Frio (Foto: Renata Igrejas / Inter TV) 
Foram 15 tonéis encontrados na mata fechada
(Foto: Renata Igrejas / Inter TV)
Segundo as informações da Polícia Civil, os fuzileiros da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia realizavam o treinamento em uma área da União entre os bairros Praia do Siqueira, Guarani e Vila do Sol. O local, que é tomado por vegetação de restinga, fica próximo a salinas que estão às margens da Lagoa de Araruama, nos fundos de uma fábrica de sal e próximo a uma universidade particular.

"Os fuzileiros estavam no treinamento quando viram dois tonéis azuis. Ao encontrarem as armas e drogas eles nos chamaram. Nós fomos até lá e encontramos mais 13 tonéis, totalizando 15", disse a delegada Flávia Monteiro de Carvalho, explicando ainda que os tonéis estavam espalhados pela mata e nem chegaram a ser enterrados. "Segundo as nossas investigações esse material pertencia a uma facção criminosa que atua no tráfico de drogas no bairro Praia do Siqueira", completou ela.
Adaptador de uso restrito das Forças Armadas também foi apreendido   (Foto: Reprodução/ Inter TV) 
Adaptador de uso restrito das Forças Armadas
também foi apreendido (Foto: Reprodução/ Inter TV)
No total foram encontrados 39 pistolas, cinco revólveres, uma carabina, um adaptador de pistola, quatro rádio transmissores, uma capa para colete a prova de balas, 66 carregadores, 7.800 balas de diversos calibres, uma pedra de crack pesando dois quilos, 68 tabletes de maconha pesando um quilo cada e 65 tabletes de cocaína com o mesmo peso.
"Estamos encaminhando tudo hoje (quarta-feira) para o Instituto de Criminalística Carlos Éboli, no Rio de Janeiro. Vamos fazer diligências no local para tentar localizar os responsáveis e também para averiguar a possibilidade de haver outras coisas escondidas naquela região", disse a delegada da 126ª DP. G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail