Google tradutor

Ricardo Eletro

Só a caveira.

O corpo deMaria Francisca Ferreira de 43 anos foi encontrado em elevado estado de decomposição na manhã de segunda feira, 26/03.
Segundo informações, Francisquinha como era conhecida a vítima vivia com um senhor conhecido por "Cascavel" natural da localidade Mirolândia na região de Picos. Familiares informaram a polícia que Francisca dizia não querer mais conviver com o tal cascavel e que queria se relacionar novamente com o seu primeiro marido, o senhor Moacir.
De acordo com a perícia na última quinta feira (23/03) Francisquinha estava na casa da sua ex-sogra sogra (mãe de Moacir) quando por volta das treze horas, Cascavel a convidou para irem até a cidade de Colônia do Piauí.
Essa foi a última vez em que Francisca foi vista com vida. Os familiares da vítima passaram a procura lá desde então.
Foi quando na manhã de segunda feira (26/03) um senhor do povoado Buriti do Rei (zona rural de Oeiras) avistou uns urubus e foi ver o que era. O morador percebeu que se tratava de um cadáver humano localizado entre arbustos e logo o senhor acionou a polícia.
No local do crime havia uma faca e as vestes da senhora Francisca totalmente carbonizadas.
Francisca foi morta de forma violenta, pois, o seu crânio estava sem a parte superior, que havia sido arrancado provavelmente a golpes de facão ou foice.
O ex esposo de Francisca, Moacir, teve dificuldades em fazer o reconhecimento do cadáver pois os urubus já haviam comido praticamente todo o corpo. A identificação só foi feita por que Moacir reconheceu que em um dos dedos da vitima faltava uma parte em razão de um acidente no final do ano passado.

Cabuloso 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail