Google tradutor

Ricardo Eletro

Parabéns Jacobina, 132 anos

Jacobina - Bahia - BA
 

Histórico
Data dos primórdios do século XVII o início do devassamento do território de Jacobina
por aventureiros em busca de ouro. Foram os primeiros povoadores da região Melchior Dias
Moreira, Antônio Brito Correia e, mais tarde, os Guedes de Brito. Estes últimos, acompanhados
de vários colonos e escravos, dedicaram-se a agricultura e à criação de gado. O desenvolvimento
destas atividades e a alta produção de ouro das minas determinaram a criação de um arraial à
margem do Itapicuru-Mirim, onde, rápida mas desorgarnizadamente, reuniu-se uma população
bastante heterogênea. Ao inteirar-se dos bons resultados da mineração, a Coroa Portuguesa, em
1722, elevou o povoado à categoria de vila com o nome de Vila de Santo Antônio de Jacobina e
sede na Missão de Nossa Senhora das Neves do Saí, aldeia indígena fundada por franciscanos
em 1697.
Desse lugar, distante das minas, foi a sede transferida em 1724 para a Missão do Bom
Jesus da Glória, outra aldeia de índios, também fundada por franciscanos, em 1706, e que ali
construíram a igreja e o convento do Bom Jesus da Glória. Em 1726, por Provisão do Conselho
Ultramarino, de 13 de maio, o governo da Metrópole mandou criar uma casa de fundição em
Jacobina, instalada a 5 de janeiro de 1727. O resultado foi surpreendente, arrecadando-se em
dois anos cerca de 3.841 libras de ouro.
Gentílico: jacobinense
Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Jacobina, em 1677.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Jacobina, em 1722. Sede na antiga
povoação de Jacobina. Constituído do distrito sede. Instalado em 24-06-1722.
Pela lei provincial nº 67, de 01-06-1838, foram criados de Riachão e Saúde e anexados a
vila de Jacobina.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Jacobina, pela lei provincial nº 2049,
de 28-07-1880.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 3
distritos: Jacobina, Riachão e Saúde.
Pela lei estadual nº 1024, de 06-07-1914, desmembra do município de Jacobina o distrito
de Saúde. Elevado à categoria de município.
Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o município é constituído
de 2 distritos: Jacobina e Riachão
Pela lei estadual nº 2063, de 11-05-1928, é criado o distrito de Itapeipú e anexado ao
município de Jacobina.
Pelo decreto nº 7479, de 08-07-1931, Jacobina adquiriu o município de Saúde e o distrito
, Riachuelo como simples distritos.
Pelo decreto nº 8463, 01-06-1933, desmembra do município de Jacobina os distritos de
Saúde e Riachuelo, para constituir o novo município de Saúde.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 4
distritos: Jacobina, Caém, Itapeipú e Riachão.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece
constituído de 4 distritos: Jacobina, Caém, Itageigú (ex-Itapeipú) e Riachão.
Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Riachão tomou o nome de
Serra Azul.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4
distritos: Jacobina, Caém, Itapeipú (ex-Itageigú) e Serra Azul (ex-Riachão).
Pelo decreto-lei estadual nº 141, de 31-12-1943, confirmado pelo decreto estadual nº
12978, de 01-06-1944, é criado o distrito de Catinga do Moura e anexado ao município Jacobina
o distrito de Serra Azul tomou a denominação de Itaitu.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 5 distritos:
Jacobina, Caém, Catinga do Moura, Itaitu (ex-Serra Azul) e Itapeipú
Pela lei estadual nº 628, de 30-12-1953, foram criados os distrito de São José do Jacuípe,
Serrolândia e Várzea Nova, todos (ex-povoados) e anexados ao município de Jacobina.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 8 distritos:
Jacobina, Caém, Catinga do Moura, Itaitu, Itapeipú, São José do Jacuípe, Serrolândia e Várzea
Nova.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela lei estadual nº 1709, de 12-107-1962, desmembra do município de Jacobina o distrito
de Caém. Elevado á categoria de município.
Pela lei estadual nº 1746, de 27-07-1962, desmembra do município de Jacobina o distrito
de Serrolândia. Elevado á categoria de município.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 6 distritos:
Jacobina, Catinga do Moura, Itaitu, Itapeipú, São José do Jacuípe e Várzea Nova.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979.
Pela lei estadual nº 4020, de 13-05-1982, é criado o distrito de Ouro Branco (ex-povoado)
e anexado ao município de Jacobina.
Pela lei estadual nº 4025, de 13-05-1982, é criado o distrito de Junco (ex-povoado) e
anexado ao município de Jacobina.
Pela lei estadual nº 4406, de 25-02-1985, desmembra do município de Jacobina o distrito
de Várzea Nova. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído de 7 distritos: Jacobina,
Catinga do Moura, Itaitu, Itapeipú, Junco, Ouro Branco e São José do Jacuípe.
Pela lei estadual nº 5017, de 13-08-1989, desmembra do município de Jacobina o distrito
de Ouro Branco. Elevado à categoria de município com a denominação de Ourolândia.
Pela lei estadual nº 5024, de 13-06-1989, desmembra do município de Jacobina o distrito
de São José do Jacuípe. Elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1993, o município é constituído de 5 distritos: Jacobina,
Catinga do Moura, Itaitu, Itapeipu e Junco.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Biblioteca IBGE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail