Google tradutor

Ricardo Eletro

Em Camaçari, mulher encontra rabo de rato em garrafa de Coca-Cola

A fórmula da Coca-Cola é guardada a sete chaves, no entanto consumidores do produto têm encontrados componentes nada agradáveis na bebida. Recentemente, a imprensa divulgou o drama do relojeiro Wilson Resende, que há 13 anos foi intoxicado ao consumir uma Coca-Cola que continha a cabeça de um rato dentro de uma embalagem pet do refrigerante. Wilson teve a boca, estômago e esôfago queimados e há treze anos carrega as sequelas pelo consumo do refrigerante.
 
Nessa semana, surgiu outro caso envolvendo o roedor e o refrigerante. No Facebook, uma jovem que mora na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador, revelou ter encontrado um rabo de rato dentro de uma garrafa da Coca-ColaDe acordo com o depoimento, o fato aconteceu no último dia 15. “Ao abrir uma garrafa de Coca-Cola me deparei com um rabo de rato dentro, isso mesmo um rabo de rato! Comprei a Coca-Cola e coloquei no congelador e quando abrir para consumo notei algo estranho. Ao jogar na peneira para análise, a surpresa, por pouco minha mãe não chegou a consumir do produto (sic)”, conta.
 
Ainda segundo a publicação, a consumidora questiona o controle de qualidade da empresa. “Aí vai mais um alerta para quem ainda é consumidor da Coca-Cola que além desses casos que podem ocorrer no processo industrial, coisa que não deveria ser possível acontecer por conta de todo controle de qualidade que as empresas dizem ter. Fiquem alerta pessoal e pensem bem se vale arriscar sua saúde no consumo de produtos como esse! (sic)”, acrescenta.
 
Bocão News
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail