Google tradutor

Ricardo Eletro

Honda cria versão esportiva da utilitária CG 150 Titan

Moto para competições roda com etanol e têm 14,3 cavalos de potência.
Custo da transformação é de R$ 9 mil, informa a fabricante.

Honda CG 150 Titan ganha versão esportiva (Foto: Luiz Pires/Divulgação)
Honda CG 150 Titan ganha versão esportiva (Foto: Luiz Pires/Divulgação)
Utilizando como base a utilitária CG 150 Titan, a Honda criou uma versão esportiva da moto, com visual que lembra modelos de maiores cilindradas. De acordo com a fabricante, a Titan "Sport" não está à venda e será restrita para competição em circuitos. Para isso, passou por alterações nos freios, suspensões e visual, entre outros. O motor segue o mesmo monocilíndrico da opção de rua, com 149,2 cilindradas flex, que gera 14,3 cavalos de potência.
A linha de 150 cilindradas da Honda, que une a Titan 150 e a Fan 150, é a mais vendida do país com cerca de 30 mil unidades por mês. G1
Honda CG 150 Titan (Foto: Divulgação)
Honda CG 150 Titan (Foto: Divulgação)
Com injeção eletrônica e câmbio de 5 velocidades, o modelo rodará nas pistas abastecido com 100% de etanol. A estreia da Titan "esportiva" será neste final de semana no Autódromo de Interlagos, na recém criada Honda Junior Cup, nova categoria do SuperBike Series Brasil destinada a crianças e adolescentes.

"Dentro da linha Honda o modelo que reuniu os melhores aspectos para a categoria, entre eles custo, facilidade para customização, potência adequada e foi a CG", explica Bruno Corano, idealizador da categoria.

Segundo Corano, a nova carenagem que envolve a moto foi baseada nas utilizadas na categoria Moto3 do Mundial de Motovelocidade.
O tanque original da Titan, de 16,1 litros, foi removido e trocado por outro mais compacto de alumínio. As modificações seguiram com as suspensões e os freios.
"O curso original das bengalas é grande e macio. Então reduzimos ele, rebaixamos a moto e endurecemos a suspensão", diz Corano. Para os freios, foi adotado novo dispositivo de malha de aço para o seu acionador, deixando o sistema mais eficaz. Adequações foram feitas nas pedaleiras e o escape é totalmente novo.
Como o painel original da moto não vem com conta-giros, foi desenvolvido um novo painel que traz este tipo de indicador. Para completar, punhos, barras de suspensão e a mesa foram trocados.
Versão esportiva da Honda CG 150 Titan (Foto: Divulgação)
Versão esportiva da Honda CG 150 Titan
(Foto: Divulgação)
Transformação custa R$ 9 milO trabalho de customização da Titan foi feito em parceria com a oficina Target Race e cada unidade gasta R$ 9 mil para ser feita, além do valor de mercado - nas lojas a CG 150 Titan é vendida a partir de R$ 7.120 - com rodas de liga leve sobe para R$ 7.630. No entanto, para participar da categoria Honda Junior Cup, a organização cobra R$ 3 mil por etapa, subsidiando os pilotos e cedendo as motos.
O objetivo da SuperBike Series e da Honda é incentivar o esporte com a presença de pilotos de 10 a 16 anos, funcionando como uma escola com foco na experiência, segurança e na capacitação técnica.  A preparação dos jovens será monitorada pelo piloto Gian Calabrese, que tem mais de 20 anos de experiência na motovelocidade.

A Honda Junior Cup deve ter ao todo sete etapas. Três em Interlagos, uma no Velopark (RS), outra em Cascavel (PR), e mais duas em Santa Cruz do Sul (RS).
Pilotos mirins vão participar do torneio Honda Junior Cup (Foto: Divulgação)
Pilotos mirins vão participar do torneio Honda Junior Cup (Foto: Divulgação)G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail