Google tradutor

Ricardo Eletro

Chineses usam tinta tóxica para modificar a aparência de cães



Em 2010, o Ano do Tigre no calendário chinês, uma série de fotos que mostram filhotes de cachorro de cor cor alaranjada e listras pretas causou polêmica na China, depois que foram publicadas na internet. Com a esperança de ganhar dinheiro, alguns fornecedores começaram a vender cães listrados sob o falso pretexto de que eles eram uma nova raça.

Na época, todo mundo questionou a autenticidade das fotos, sem saber se eles estavam usando Photoshop, se os filhotes foram geneticamente alterados ou simplesmente pintados, mas agora todo mundo sabe a verdade. 

Trata-se de "filhotes de uma semana" um nome que sugere a expectativa de vida curta devido à toxicidade da tinta com que são pintados.

Para fazer seu companheiro canino se parecer como outros animais, usar tintas tóxicas tornou-se muito popular na China. Pandas e tigres são os mais procurados e cães que se assemelham a esses animais foram aparecendo em todas as cidades. Diario Insano / [Oddity Central]

De acordo com ativista do bem-estar animal, Xiong Ting, os cães tentam lamber a tinta, e então absorvem as substâncias químicas contidas nelas, depois disso, a morte não está muito longe. Infelizmente, muitas pessoas acreditaram na alegação de que os cachorros eram raridades.

As autoridades de saúde chinesas emitiram um alerta de saúde pública sobre os chamados "filhotes de uma semana", afirmando que a tinta é muito tóxica e pode revelar-se letal para as crianças que brincam com eles.

Diario Insano / [Oddity Central]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga por e-mail